sexta-feira, fevereiro 27





Não encontrei a metade da laranja, nem a tampa da panela. Desisti desse joguinho de encaixe, nem lego, nem quebra-cabeça. Quero uma peça diferente de todas as que encontrei, pode até ser que não tenhamos os mesmos gostos, eu me satisfaço, mas nesse "zilhão" de pessoas, desejo ao menos alguém que não minta, não finja, não fuja. Eu quero verdade, cara lavada e presença. Porque viver de joguinhos nunca me interessou, então chega de lances e deslizes, eu quero o sério, por inteiro, com montanha russa na barriga, mas pés fincados ao chão.

Luana Ferraz
@cartasdeamornaodoem