segunda-feira, março 14

Fluxo de felicidade


Sentir. A gente cresce à vida sentindo, com predicativos e sujeitos que nos elevam a potências animadas de sentimentos à flor da pele.

Eu sinto o mundo, o entusiasmo que a vida proporciona quando a felicidade vem com estripulia visitar-me nas coisas simples, mesmo que sem demora. Felicidade instantânea, fruto do ventre piedoso das horas, do conta gotas de memórias e sensações que adentram os poros e nos vestem da delicada força que é viver.

Discernir  o tom, o branco das nuvens que se desenham a cada minuto de forma mágica, o infinito contemplado envaidecedor das horas vagas, do exercício tumultuado das dúvidas que algumas vezes amanhece sem a coragem de colocar o pé direito no chão e acreditar na dávida do novo dia.  É quando precisamos nos revestir de expectativa que nos remodela o sentido e impulsiona à busca dos planos, credibilidade com o individuo EU.

Não é fácil compartilhar dos nossos planos com a realidade. A intransigência e suas dificuldades nos puxam pelo pé e nos levam a fraquejar, duvidar do possível sobre efeito de nos aprisionar nas nossas – e somente nossas – impossibilidades de ser feliz.

Pensamos em desistir antes mesmo de sentirmos o orvalho, de termos a esperança dolorosa do último tombo que nos deixa desnorteado para o próximo degrau. Quando a gente desiste de acreditar, perdemos o combustível máximo da nossa vida, perdemos não para a adversidade, mas para o nosso desanimo.
Força de vontade é conteúdo reserva, ela não acaba tão fácil, embora tema que você não se erga novamente, bastam duas palavras, um sorriso, uma mão amiga e teu EU. Dialogar com a força de vontade é um exercício de coragem, acrescente fé e mais duas doses de amor.
Há um ciclo de mudanças perceptíveis que nos envolvem, é o cosmo e sua irregularidade de energias. Se atenha as boas, selecione os seus sentimentos. Extravase.

No lume do que se supera, ocorre uma rotação diária de reflexos que não nos proporcionam claras evidências quanto às suas causas. ACREDITAR, esqueleto de toda  e qualquer psique humana, é um ato simples que sustenta você e o seu desafio. Simplicidade norteadora que possibilita o fluxo dos bons sentimentos.

A gente recebe aquilo que  dar. Este também é o percurso que acontece dentro de nós. Se nos margeamos de pensamentos negativos, as coisas boas não chegam e o corpo reflete do que por dentro está preenchido. Nós temos o livre arbítrio para escolhermos o que vamos ser amanhã, e dependendo do primeiro dia de sua escolha, tudo se acomodará à forma de sua aurora. Se a gente opta por ser feliz, o  enigma que achamos ser a  vida, se transforma no entendimento de que o amanhã é presente com laço de fita que poucos tem a sorte de receber com saúde e vitalidade.

Daqui há algumas horas um novo presente de cor amarela te será ofertado novamente, retire o laço, guarde a caixa e sinta a força que o emana!