segunda-feira, setembro 10

Amigos.

Penso que a construção de uma amizade verdadeira de nada tem a ver com o tempo, ela é muito mais afinidade, os momentos partilhados, o ombro cedido, os puxões de orelha, os risos trocados, as necessidades entendidas, a disposição, o se sentir bem ao lado, do que necessariamente a habilidade que Chronos acha ter com essas relações. 

Os amigos não são aqueles que estão dispostos a estarem perto de você somente no aperto. Tínhamos o costume de afirmar isto, porque dizem ser fácil ter amigos na alegria, no bom viver. Entretanto, com o passar dos anos aprendi que amizade é feita de constâncias, o que não quer dizer que ela tenha de estar fisicamente ao teu lado sempre, tem mais a ver com a disponibilidade em te dedicar um segundo do teu ouvir, umas palavras do teu dizer do que meramente uma presença física, afinal, muitas vezes, um telefonema é capaz de salvar um dia.

Uma amizade verdadeira é quando somos capazes de nos sentirmos a vontade com o out
ro, de não temermos o que ele vai pensar das nossas situações mais embaralhadas, de não temermos que ele sinta inveja das nossas conquistas, nos deixando sermos quem somos, não temendo partilhar qualquer alegria ou tristeza que seja.

Os amigos são providenciais, quando menos esperamos deles, mais eles nos dão. O amigo discute, se desentende, discorda, passa uns dias sem ligar, mas logo esquece, perdoa, pois se há um sentimento que pode evidenciar uma amizade verdadeira é o perdão. Somos seres com particularidades, não há quem nos entenda por completo. 

Passamos a vida tentando entender que o tempo é que afirma as amizades, pode até ser, mas vem Kairós e nos faz conhecer outro mundo de significações que nos mostra o quanto de amigos nós temos e o quanto de amor e confiança somos capazes de depositar e receber.

Hoje percebo que meus amigos verdadeiros, independente do tempo, da presença física, são aqueles que me fazem sentir a vontade para partilhar o que for, sem temer o que eles possam pensar ao meu respeito, pois a intenção de uma amizade é que ela seja comungada de bons sentimentos, capazes de descobrirmos por ele mesmo o que erroneamente descobrimos pelo outro. 

Um amigo verdadeiro confia, te procura e sempre volta, porque na verdade, ele nunca desconfia que a amizade acaba, ele sempre tem a disposição e a certeza de que pode contar com você a hora que for, por isto, te procura sempre que constante, embora, passem anos sem se ver.