quarta-feira, março 25

Carta de amor.

Henry,

O tempo é mesmo insuficiente para falar do sentimento que edificamos, mas suficiente para ter certezas e segurança em sentir o quanto foi bom te encontrar.

Não saberia evitar o sorriso, nem seus olhos naquele momento. O meu vazio já incomodava demais, era preciso que você chegasse assim de surpresa, levasse todos os sonhos embora, para que pudesse (re)planejar novamente minha a vida dois.

Tinha esquecido do quanto é bom ter a companhia de alguém tão doce, com defeitos apurados na sua inquietude, aliás, em nossa inquietude, em nosso jeito sereno de meditar e decidir sobre as coisas que desejamos para os nossos momentos.

Toda a tua forma me cabe num encaixe perfeito como se fossemos feitos um para o outro, até mesmo a nossa genética parece ser igual. Não havia sentido nada assim, basta te tocar para que tudo que crie asas, embora meus pés estejam firmes ao chão. Quero voar contigo, sem sair daqui desse solo sozinha. Contigo é mais valioso, é assim que a sua presença me engrandece.

Só mais alguns segundos contigo antes da tua partida, só mais alguns minutos, horas¸dias, meses, anos para que não saia daqui. É você quem eu procurava. Nenhuma das paixões que tive foram capazes de me transformar , entrelaçar tão bem meu coração a ponto de senti-lo enxarcado de amor.

O nosso respeito, a sua paciência que me leva a fios de pensamentos soltos, desvencilhados na sua ternura de me querer por perto, com sua maneira de me querer bem, e de me fazer sentir em paz.

Pude sentir pelos teus olhos a vibração daquele mágico momento que estávamos enamorados, melhor ainda ter a certeza que éramos namorados plenos, no sentido completo da palavra como sempre busquei.

A diferença está na essência, como somos capazes de buscar o nosso equilíbrio e traçar a nossa reta tão estimada ao coração. Não serei tua, não serás meu. Mas aprenderemos a viver o nosso. É só você quem eu quero hoje.

Suas palavras são capazes de respeitar as minhas num único silêncio que me dá as mãos e permeia nossas almas numa só.

São das ilusões que tive que busco força para fazer nascer o nosso amor, sem ser leviano ao corpo, ao racional que nos leva a um jogo de sentimentos a fim de atestar as sensações. Nós dois sabemos reinventar os sentidos, e, sem mesmo antes voltar pra casa, ainda perto, sentimos saudade e de novo eu te quero.Quanto tempo queria ter essa estupidez aliviada, esses pássaros soltos que fazem tudo voar, menos você e eu.

Se te escrevo e dedico, o que há muito não me acontece, é que o teu conforto e a maneira que me conduzes a tua vida só me mostra que está tudo certo por aqui, pelo meu coração que afirma mais uma vez em dizer, que com você quero aprender a dizer frases adormecidas que agora vibram por sentir que pode ser diferente, pelo presente que nos certifica e me dá força para te querer cada vez mais comigo.

Você é o presente mais delicado que a vida me deu. Sua flor do dia...