quinta-feira, janeiro 8

Apaixone-se fácil.


Troque o olhar critico que se endurece sobre as pessoas que se apaixonam fácil. Que se encantam e não tem medo de não ser medicada com qualquer antídoto que seja da sorte. Fortes paixões, instantâneos e nevascas. Chegam como um sopro , talvez em brisa leve e não suaviza a cordilheira de pensamentos que se fazem com a loucura que o coração se apresenta. Se apaixonar fácil é para quem tem a alma cor de rosa. Um coração dilacerado de bons sentimentos que entorpecem todos os sentidos e te embriaga de pensamentos sufocantes. Se apaixonar fácil não é só permitir, é acontecer . É não esperar que o destino possa trocar todas as rotas e te colocar ali, frente a frente com quem você jamais conheceu. E se torna forte a vontade de querer estar perto, um olhar de pierrot ao ver sua colombina tão linda e delirante. Apaixonar é o que dá cor a vida entristecida, ao marasmo, ao bota fora da solidão que se distancia em um abraço caloroso, crente , cheio de efeitos e sem discernimento. É sentir o corpo dormente e a mente estarrecida. As paixões são como as flores tem em seu cerne a suavidade, o perfume, a cor, o espinho e atestá-la na vida não é fraqueza alguma, é uma força destemida que toma conta de tudo até mesmo do orgulho que deixa sua pompa para servir. Apaixona-se fácil quem não consegue mandar no coração, característica do humano, dos traços de energia viva que emana para os melhores lugares que se conseguem chegar ao estar assim, tão leve e sinuosa com essa sensação atirada. Se apaixonar fácil é para poucos e não é vergonhoso assumir . Tenho orgulho de assumir as borboletas que sempre chegam à minha barriga nesses momentos, as músicas se tornam mais bonitas, as palavras fluem com mais facilidade e o coração fica caloroso como brasa, capaz de incendiar qualquer um que esteja ao lado com o sorriso contagiante que aparece sem sentido. Eu me entrego as flores como fazem as abelhas, pouso firme e de cada paixão retiro seu mel, por mais amarga que possa ser. Se apaixona fácil quem não tem medo de ser feliz em primaveras feitas de verões plenos.
Ao termo fácil indicaria um prazer imenso em ser permissível ao bem que a vida sempre traz dentro das paixões inesperadas.
Apaixone-se fácil, arrisque, pode valer a pena.
Ao som de Meu-Djavan,na voz suave de Luana Carla: